Professores de Educação Física Sejam Bem Vindos!!!

Seja bem vindo ao nosso blog de Ginástica!!! Navegue em nossas páginas com fundamentação teórica e sugestões de encaminhamentos metodológicos para enriquecer suas aulas!!!

Ginástica Rítmica

A Ginástica Rítmica (GR) é uma modalidade ginástica, oficialmente restrita ao sexo feminino, composta de elementos corporais e do manejo de aparelhos, realizados com música. Os aparelhos são: arco, corda, bola, maças e fita.
Considerada um esporte artístico, teve seu surgimento em meados do século XX na Europa Central e a influência da pedagogia, da arte cênica, da dança e da música. Segundo GAIO (2010), três nomes influenciaram o surgimento da GR, sendo eles: Émile Jacques Dalcroze (1865 – 1950), criador do método de coordenação de música e movimento – Euritmia; Rudolf Bode (1881 – 1970), criador da ginástica expressiva (Ginástica Moderna) e Heinrich Medau (1890 – 1970) que realizou a introdução dos aparelhos manuais.
A GR é praticada sobre um tapete de 13m X 13m, onde as atletas utilizam collant aderente e sapatilha. Cada série de apresentação individual possui de 1’15” a 1’30” e a série de apresentação de conjunto  (com 5 ginastas) possui de 2’15 a 2’30”. Nas apresentações são utilizadas somente músicas instrumentais. Cada série deve conter dificuldades corporais e dificuldades do aparelho.
            As dificuldades corporais são: equilíbrios, saltos, pivôs e flexibilidades/ondas que possuem como movimentos de ligação deslocamentos, saltitos e passos rítmicos.
Cada aparelho (corda, arco, bola, maças e fita) possui suas especificidades e dificuldades que podem ser visualizados no Código de Pontuação da GR (
http://www.frginastica.com.br/download/gr/2010/Codigo%20novo%20em%20portugues%202009_2012.pdf%20%2 ), no site
www.ginasticas.com/ginasticas/gin_ritmica_provas.html e no Caderno Pedagógico de Educação Física da RME de Curitiba .
Na escola, a Ginástica Rítmica deve ser desenvolvida de forma lúdica, adaptando os materiais oficiais e oportunizando a participação dos meninos. Nas coreografias podem ser utilizadas músicas cantadas e serem compostas por um número maior de participantes.
Assista aos vídeos das apresentações de GR de ouro do Brasil no Pan 2011 dos conjuntos 3 Fitas e 2 Arcos  e 5 Bolas .

Como sugestão de encaminhamento metodológico, apresentamos uma prática com arco:

Ginástica Rítmica – práticas com arco 
Ressaltamos que esta sugestão pode ser desenvolvida em várias aulas.
Objetivos 
  • Vivenciar elementos da GR com o material arco. 
  • Desenvolver e/ou aprimorar habilidades de manipulação. 
  • Perceber as características próprias do material arco.
Recursos necessários:
  • Arcos de acordo com o número de estudantes e quadra.
Encaminhamento Metodológico
  • Explique aos estudantes que realizarão os movimentos da GR com o material Arco.
  • Deixe que, por alguns minutos, os estudantes explorem livremente o seu material.
  • A seguir, proponha as seguintes movimentações com o arco:
Ø      Rotação (bambolear) o arco na cintura, nos braços, no pescoço, nas pernas, no pé saltando o arco, em um braço e na seqüência trocar de braço sem parar a rotação.
Ø      Rolamento do arco: rolar o arco no chão para frente e em diversas direções.
Ø      Retropulsão do arco: realizar a retropulsão do arco (jogar o arco para frente, fazendo com que o mesmo retorne para si), realizar a retropulsão e saltar sobre o arco; realizar a retropulsão e passar por dentro do arco.
Ø      Saltito por dentro do arco: saltar por dentro do arco como este fosse uma corda.
Ø      Balanceamento do arco: balancear o arco em ambos os lados trocando de mãos ao cruzar à frente do corpo.
Ø      Lançamento e recuperação do arco: individualmente os estudantes deverão lançar o arco para cima e recuperá-lo antes que toque o solo. Podem ser acrescidas outras dificuldades corporais ao lançar o arco, como giros e saltos. A seguir realizar os lançamentos em duplas e na seqüência em quartetos, procurando a melhor forma de lançar e recuperar o arco.
Ø      Imitar com o arco um volante de carro e uma sombrinha.
Ø      Colocar o arco sobre a cabeça e deixá-lo cair no chão sem que encoste em nenhuma parte do corpo.
Ø      Girar o arco no chão, realizando a rotação sobre o próprio eixo e saltar dentro.
Ø      Coelhinho sai da toca: Os arcos deverão estar espalhados pelo espaço e  cada aluno se posicionará dentro de um arco, será a casinha. Um aluno deverá ficar sem arco. Ao sinal do professor todos deverão trocar de lugar e a criança que está sem arco deverá entrar em algum. O professor pode aproveitar para trabalhar com as formas de deslocamento nas trocas de lugar, solicitando que os alunos se desloquem de determinada forma.
Ø      Realizar uma amarelinha gigante com os arcos, explorando os saltos. 
Ø      Brincar de “trem”: cada aluno dentro de um arco, formar uma fila em que cada aluno será um vagão e irão se deslocar pelo espaço. Podem ser utilizadas músicas de trem e explorar as formas de deslocamento e de carregar o arco.
  • Reúna seus estudantes e converse com eles sobre as dificuldades e facilidades na realização da atividade e as características próprias do arco.
  • Apresente aos estudantes a modalidade da GR por meio de fotos e vídeos.
  • Solicite que em grupos os estudantes criem uma sequência de movimentos com o arco e em seguida apresentem para os demais grupos.  
Avaliação
Os estudantes serão avaliados desde a manipulação individual do material até a criação da sequência de movimentos.
          

Referências Bibliográficas
GAIO, Roberta. Ginástica Rítmica na escola: ações e reflexões. In: GAIO, Roberta; GÓIS, Ana Angélica Freitas; BATISTA, José Carlos Freitas(org.). A ginástica em questão: corpo e movimento. 2.ed. São Paulo: Phorte, 2010.

3 comentários:

  1. Adorei pois utilizei em uma aula de Ginastica Rítmica na Faculdade

    ResponderExcluir
  2. Muito bom essa aula eu utilizei na faculdade valeu parabéns

    ResponderExcluir
  3. valeu ajudou muito no meu trabalho de edf

    ResponderExcluir

O que você achou sobre esta página? Deixe seus comentários e/ou sugestões.